Revistas e Folhas Criacionistas

Em 1972 iniciamos
modestamente a publicação de nosso periódico, a “Folha Criacionista”,
em pequena brochura de 15 cm x 21 cm, com o texto datilografado em tamanho
ofício, e posteriormente reduzido à metade para a impressão, resultando um tipo
de letra bastante pequeno, que sem dúvida dificultava a leitura.

 Tivemos a ideia, de início – que alguns poucos anos depois
reconhecemos não ter sido das melhores – de ilustrar as capas dos números da
“Folha Criacionista” com desenhos até certo ponto jocosos, o que
fizemos tão somente com o propósito de despertar atenção para o tema da
controvérsia entre o Criacionismo e o Evolucionismo! No início eram publicadas
traduções de artigos selecionados das revistas da “Creation Research
Society”, sociedade criacionista norte-americana pioneira, tendo em vista
o interesse dos assuntos para o nosso meio brasileiro, especialmente levando em
conta o que julgávamos então ser de utilidade para nossos estudantes de 2° grau
e universitários. Tentamos também apresentar algumas notícias de caráter geral,
que julgávamos pertinentes, e que então não eram fáceis de serem conseguidas
por nós, em face da limitada infraestrutura disponível para acesso a tais
informações.

Procuramos divulgar nosso
trabalho da melhor forma possível, participando de congressos em várias partes
do País, promovidos por diferentes instituições preocupadas com a educação e a
formação dos jovens, bem como fazendo palestras e conferências em escolas,
seminários e igrejas. Em várias ocasiões tivemos dificuldades para manter a
desejada periodicidade da “Folha Criacionista”, que pretendíamos
inicialmente ser de três números anuais, mas que acabou sendo reduzida a
somente dois. 

Tais
dificuldades foram não só devidas à escassez de recursos para efetuar as
publicações, mas sobretudo à limitação do tempo disponível para a leitura,
seleção e tradução de textos, e também para a datilografia e editoração. Em
momentos críticos contamos com a colaboração de numerosas pessoas e
instituições para manter a continuidade de nossas publicações. 
Muitas
mudanças na edição e diagramação ocorreram no decorrer dos anos.

O formato passou de 15 cm x 21
cm para 20 cm x 26 cm.  A partir do número 49, a “Folha
Criacionista” passou a ser publicada em papel “couché” com
ilustrações de excelente qualidade, e desde o número 50 ganhou capa colorida.
No número 52, nova mudança: a capa ganha nova arte final, e no número especial
comemorativo dos 25 anos (número conjunto 54/55), passa a ser adotada a divisão
do texto em duas colunas por página, e são inseridas ilustrações coloridas nos
artigos, visando tornar sempre mais agradável e fácil a leitura dos artigos e
notícias. Paralelamente à “evolução” sofrida no aspecto gráfico da
“Folha Criacionista”, sua tiragem também foi dobrada.
 

Os números de 1 a 23
estão esgotados, e existem relativamente poucos exemplares disponíveis até o
número 49. Temos atendido solicitações de remessa de números esgotados enviando
fotocópias aos interessados. No momento estamos terminando o escaneamento de
todos os números da “Folha Criacionista”, inclusive fazendo
reformatação dos primeiros números para colocá-los no mesmo formato dos
últimos. Desta forma, poderá ser impressa de maneira uniforme e homogênea toda a
coleção da “Folha Criacionista”. 

Os 45 anos de publicações de artigos e notícias na “Folha
Criacionista” (atual Revista Criacionista) possibilitaram a organização de
um respeitável acervo de informações sobre a controvérsia entre o Criacionismo
e o Evolucionismo. Os Índices Temáticos (ver no site www.scb.org.br o tópico
correspondente) permitem também aos interessados o acesso fácil a artigos e
notícias que desejarem adquirir.

As bibliografias indicadas em
cada artigo publicado permitem, por sua vez, a organização de referências
recorrentes, de tal forma a possibilitar a cada interessado a fácil obtenção de
informações adicionais sobre livros e artigos publicados em periódicos e livros
versando sobre tópicos específicos.

A partir de 2002, com o número
67 desse nosso periódico, passamos a renomeá-lo, adotando o novo nome de
“Revista Criacionista”, mas mantendo a sequência da numeração que vinha sendo
mantida pela “Folha Criacionista”. Novamente a capa ganha nova arte final e o
texto passa a ser escrito em três colunas, com maior número de ilustrações
coloridas.

Através de seu “site” na
Internet, a SCB tem também divulgado de maneira bastante ampla, desde 1998 as
suas atividades, que incluem não só a edição de livros e periódicos, mas também
a realização de Seminários e a participação efetiva em encontros diversos em
numerosos locais no País e também no exterior.

Já está funcionando desde 2004
o nosso Centro Cultural, que tem sido visitado por estudantes e demais pessoas
interessadas, e onde têm sido apresentadas semanalmente palestras, e exibidos
documentários, sobre a controvérsia entre o Criacionismo e o Evolucionismo.

Sem nos alongarmos mais,
entendemos que esta resumida vista panorâmica foi mais do que suficiente para
mostrar que realmente “Até aqui nos ajudou o Senhor!” A Ele rendemos
nosso preito de gratidão, e esperamos poder continuar a prestar cada vez
melhores serviços para o progresso da causa criacionista no País.

Dr. Ruy Carlos de
Camargo Vieira
Presidente da SCB

Mostrando 1–9 de 62 resultados